Novidades Fórum Rio Diversidade

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Aconteceu de maneira maravilhosa o I SEMINÁRIO REGIONAL DIVERSIDADE E SUPERAÇÃO DO RACISMO



No dia 06 de dezembro de 2012 das 08h00 às 20h00 aconteceu o FÓRUM PERMANENTE DE EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE ETNICO- RACIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO em parceria com a UFRRJ-Leafro/ Neab, que realizaram o I SEMINÁRIO REGIONAL DIVERSIDADE E SUPERAÇÃO DO RACISMO: AÇÕES, CRÍTICAS E PERSPECTIVAS DA EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NA BAIXADA FLUMINENSE, com objetivo de contribuir na formação continuada de gestores e professores, por meio de um processo de reflexão crítica, com ênfase na análise da evolução da aplicação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nos seus artigos 26A e 79B. Considerando os principais avanços e dificuldades para sua consolidação efetiva expressa na formação de professores, nas políticas implementadas pelos governos federal, estadual e municipal e na mudança do Projeto Político Pedagógico das escolas na UFFRJ-Instituto Multidisciplinar/ Nova Iguaçu.
Com um público de aproximadamente 400(quatrocentas) pessoas presentes e a divulgação na famosa rede social facebook com 222 compartilhamentos foi realizado o evento.
Embalados(as) com a apresentação do evento da Professora mestre Zeni Santa Rosa da FEBF - UERJ
A primeira mesa de abertura institucional que contou com Fórum RJ sendo representado pela Profª Marize Conceição, a UFRRJ/Leafro representado pela Rosana Monteiro, SEMED-NI representada pela Profª Patrícia Rolf, SEEDUC-RJ representada por Sueli Ramos.
Segunda mesa contou com a Palestra com a Dra Claudia Miranda que abordou sobre as Ações Afirmativas, Educação e a Mobilidade Social dos Afro-brasileiros, com a mediação da representante  do fórum Ele Semog.

A terceira mesa abordou sobre as Ações e Perspectivas Governamentais para a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nos seus artigos 26ª e 79B, que contou com a participação da representante da SEEDUC-RJ – Secretaria de Estado de Educação – Sueli Ramos e o Profº Dr. Alexandre Nascimento., com a mediação da representante  do fórum Cristina Costa.
Retomamos do almoço para a quarta mesa com a Palestra: A Lei que Fala e a Escola que Transforma (a amplitude temática da Lei 10639/03 e as possibilidades de transformação crítica dos estudantes numa perspectiva de diversidade social) com a Prof.ª Drª Azoilda Loretto da Trindade com a mediação da representante  do fórum Cristina Costa.
A apresentação cultural dos grupos Batukaê da Escola Estadual João do Vale e da Escola Estadual Guadajarara
Com a quinta mesa com a  Palestra: Ações e Perspectivas Municipais para a Lei Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nos seus artigos 26ª e 79B.
Secretarias Municipais de Educação – com a  Secretaria Municipal De Educação De Nova Iguaçu – Patrícia Roilf,, Secretaria Municipal De Belford Roxo – Haroldo Ferreira , Secretaria Municipal De Japeri – Roberta Bailune e Secretaria Municipal De Mesquita – Lucélia Flores, com a mediação da representante  do fórum Marize Conceição.
Iniciamos a entrega de menção honrosa de reconhecimento do Fórum RJ a escolas e professores da região pela aplicação da Lei Diretrizes e Bases da Educação Nacional nos seus artigos 26A e 79B.
1-    CE PRESIDENTE COSTA E SILVA - Nova Iguaçu
Projeto: Projeto SER Saber Étnico Racial
Período de Execução: 1999/2012
RESUMO:
O Projeto SER Saber Étnico Racial existe desde 1999, idealizado e implementado em nossa unidade escolar C.E PRESIDENTE COSTA E SILVA pela Professora Selma dos Reis Pedro, hoje Gestora, o referido Projeto tem por finalidade dialogar sobre as questões raciais no espaço escolar e seus desafios no cotidiano, corroborar com a solidificação da lei 10.639/2003 11.645  com ênfase  as relações interpessoais, valorização das cultura Africana e indígena através do conhecimento histórico,trabalhando com mecanismo voltado para uma educação anti racista. As atividades tais como oficinas, debates, passeios culturais, trabalhos manuais, entre outros, ocorrem durante todo o ano letivo de forma interdisciplinar tendo períodos específicos apenas para mostra dos trabalhos realizados, de acordo com o tema. Contamos com a participação de Professores, alunos, Orientação Pedagógica, Direção, funcionários e convidados. Os trabalhos realizados pelos alunos são exposto aberto a visitação para comunidade interna e  externa,nos debates contamos com os convidados que nos trazem suas contribuições ligadas a temática em combate ao preconceito e a discriminação racial.Em 2012 o Tema é, Mosaico Negro história de vida: pequenos fragmentos na construção de grandes personalidades.Alunos do sétimo ano sobre a orientação da Professora de Artes Carla Michele da Silva Cezário, escolheram as personalidades ampliaram suas fotos,pesquisaram sua história de vida e reproduziram sua s imagens em mosaico.
2-    CIEP BRIZOLÃO 365 ASA BRANCA
Projeto:
Período de Execução:
Resumo: o Ciep Asa Branca, em seus dias letivos, vivenciou e vivencia a implementação da lei ao fomentar o trabalho que começou com a literatura infanto-juvenil e chegou ao clássico da literatura pré-modernista por meio de encontro dos alunos com o autor Júlio Emílio Braz, a utilização do material do Projeto “A cor da cultura”, da Fundação Roberto Marinho, além de outros vídeos (Vista minha pele, A voz dos quilombos, Quando o crioulo dança?, A princesa e o sapo, I love my hair, Campanha da UNICEF ‘Por uma infância sem racismo’, Besouro, Xingu) e a visitação de professores de outras unidades escolares de municípios vizinhos objetivando  trocas de saberes (Mendes, Japeri e Rio de Janeiro), além de palestra ministrada pela Professora Mônica Lima (UFRJ) cujo objetivo foi mostrar toda a sua trajetória como primeira professora da referida universidade sobre História da África.
Antes de qualquer lei ser estabelecida, o corpo de professores do Ciep tinha uma noção do perfil afro-descendente de seus alunos(as) e de sua ancestralidade indígena, por isso ao longo dos anos implementou algumas atividades, através de projetos, na busca da visibilidade destas identidades. Porém, de maneira mais sistemática e como parte do currículo, estas atividades passaram a fazer parte do cotidiano de muitas disciplinas, tais como: Educação Artística, Educação Física, Biologia, Sociologia, Geografia, Matemática, Inglês e História.
Metropolitana VII
1-    CE Sargento Wolff/ Belford Roxo
Projeto:
Período de Execução:
Resumo:
Metropolitana V
1-      C.E. Guadalajara/ Duque de Caxias
Projeto: PROJETO ÌBÁMÓ
( PALAVRA DO DIALETO YORUBÁ QUE SIGNIFICA: SE ELE SOUBESSE )

Período de Execução: 2002/2012
Resumo: O projeto Ìbámò, nasceu em 2002. A ação surgiu, da necessidade de atender os alunos do 1º segmento do ensino fundamental, atendidos pela escola na ocasião.Logo em 2004, o projeto foi premiado pelo CEERT-Centro de Estudos e Trabalho sobre as Desigualdade- São Paulo, como a melhor experiência com  trabalho sobre  a temática racial no ambiente escolar,em âmbito nacional.
Após o termino do atendimento a este segmento, o N.C.G., resolveu redirecionar as ações do projeto para o 2º segmento do ensino fundamental e o ensino médio.
Parte da trajetória do projeto,esta registrada no documentário, “ Se eles soubessem...”, produzido pela UFF-Universidade Federal Fluminense,através do Observatório Jovem.Também encontramos registro das ações do projeto, no DVD, Nota 10, produzido pelo canal Futura na serie A Cor da Cultura.
OBJETIVOS :                
          Promover ações no campo da temática racial no ambiente escolar;
          Contextualizar e problematizar as ações da escola de enfoque étnico-racial;
          Buscar ações que elevem a auto-estima dos alunos da unidade escolar;
          Sensibilizar os educadores da unidade na construção de um currículo, focado na diversidade cultural étnica e
          Construir um acervo literário e áudio-visual acerca do trabalho com a temática racial no ambiente escolar.

2-      C. E. Fidélis de Medeiros/ Duque de Caxias
Resumo: A questão étnico-racial vem sendo trabalhada proposta político pedagógica da Escola. Os trabalhos propostos estão em consonância com as leis 10.339/2003 e 11645.
            Atuamos de modo interdisciplinar onde todos os docentes participam enfocando esta temática em suas disciplinas e são desenvolvidos no decorrer do ano letivo projetos como: Preconceito to fora, Afrocentricidade no Cotidiano Escolar,O Dono da Terra e Mãe África, entre outros. Onde foram utilizadas estratégias diversas: Teatro, Pesquisas, Gravuras e Pinturas,Palestras, Banners, Exposições, Danças, Músicas, dentre outras.
            Ressaltamos que nossos discentes envolvem-se de forma participativa e dinâmica em todos os eventos contribuindo para o brilhantismo dos mesmos.

Secretaria Municipal De Educação De Nova Iguaçu
1-    E.M. Barão de Tinguá
2-    E.M. José de Anchieta
Secretaria Municipal De Belford Roxo
1-    E. M. Manoel Gomes
Projeto: Gentileza gera Gentileza, na Consciência Negra, para uma Escola melhor.
Professores responsáveis: Girlene Silva de Moura  (Orientadora Pedagógica),
 Sandra Helena de Souza Fagundes (Profª de Matemática)
Valeska dos Santos Botelho (Diretora da Escola)

2-    E. M. Profª Maria da Paz

Projeto: Zumbirarte
Professores responsáveis: Claudete P. da Silva Alexandrino (Profª de Sala de Leitura), Elaine Cristina de oliveira (Orientadora Pedagógica)
Diretora: Sueny Tavares dos Santos

Secretaria Municipal De Japeri
1-    Escola Municipal Ary Schiavo  (Escola Municipal Ary Schiavo (Escola de 2º Segmento do Ensino de 1º Segmento do Ensino Fundamental).

2-    Escola Municipal Professora Celita Rodrigues (Escola de 1º Segmento do Ensino Fundamental).

Projeto: Abordagem interdisciplinar da Lei 10.639-03
 Secretaria Municipal De Japeri
1-    Escola Municipal Ondina Couto
Projeto "A História e Cultura africana em nossas práticas cotidianas escolares"
2-    Escola Municipal Expedito Miguel
Projeto: Projeto "A Cultura Cigana na EJA"
Secretaria Municipal De Mesquita
Projeto "A História e Cultura africana em nossas práticas cotidianas escolares", desenvolvido na Escola Municipal Ondina Couto, no bairro da Coréia, em Mesquita.

Projeto "A Cultura Cigana na EJA", desenvolvido na Escola Municipal Expedito Miguel, no bairro da Vila Emil, em Mesquita.

PS. Em Mesquita, temos um grupo de ciganos residentes no Bairro BNH, daí a necessidade da escola em explorar a cultura cigana. Ver em http://diversidadeetnica.


Contamos com a apresentação Cultural de Marcelo Negrett – voz e violão
E continuando com a sexta mesa com a Palestra: Experiências não governamentais para a Consolidação da Lei Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nos seus artigos 26ª e 79B. (Lei 10.639/03 e 11.645/08).
CEAP - Centro de Articulação de Populações Marginalizadas – Ele Semog
IPEAFRO - Instituto de Pesquisas e Estudos Afro Brasileiros – Dra Elisa Larkin
Associação ESTIMATIVA – Jana Guinond

Terminamos nossa jornada de 12(doze) horas felizes, com o sentimento de dever cumprido.
Parabéns para todas as pessoas que abrilhantaram o evento.